Quantcast
  • TV Fronteira
  • Nova 99 FM
publicidade
Mulher morre em acidente com duas carretas e dois carros na rodovia Segundo a polícia, o motorista que causou as batidas fugiu do local. Carga de 35 toneladas de carvão mineral se espalhou na Raposo Tavares, em Prudente

01/10/2013 às 22:41

Mulher morre em acidente com duas carretas e dois carros na rodovia

Segundo a polícia, o motorista que causou as batidas fugiu do local. Carga de 35 toneladas de carvão mineral se espalhou na Raposo Tavares, em Prudente

Heloise Hamada
  • Mulher de 28 anos chegou a ser socorrida com vida, mas morreu no Hospital Regional (HR) (Foto: Heloise Hamada/iFronteira)
    Ver galeria
  • Mulher de 28 anos chegou a ser socorrida com vida, mas morreu no Hospital Regional (HR) (Foto: Heloise Hamada/iFronteira)
    Ver galeria
  • Carga de aproximadamente 35 toneladas de carvão mineral ficou espalhada na pista (Foto: Heloise Hamada/iFronteira)
    Ver galeria
  • Carreta também bateu na lateral de uma Parati (Foto: Heloise Hamada/iFronteira)
    Ver galeria
Imagem de
Clique na imagem para expandir.

Uma colisão frontal na Rodovia Raposo Tavares, em Presidente Prudente, provocou a morte de uma mulher de 28 anos nesta terça-feira (1º). Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista da carreta que causou o acidente fugiu do local e o outro caminhão tombou na pista com cerca de 35 toneladas de carvão mineral. Duas pessoas também tiveram ferimentos leves.

Ainda conforme a corporação, o fato foi por volta das 19h15. Luciana Carla Salata, que conduzia uma Parati com placas de Álvares Machado, contou que seguia sentido Machado quando viu uma carreta se aproximar. “A carreta estava correndo muito. Fui freando e a o caminhão fechou o outro, que bateu na minha lateral e na frente do outro carro”, relatou a mulher, de 29 anos.

Com ela havia uma criança de 4 anos e uma jovem de 19 anos, mas elas não se feriram. “Não aconteceu nada porque estava todo mundo de cinto”, disse. Luciana teve ferimentos leves e foi atendida no local.

De acordo com o sargento Mário Cezar Messias, a batida foi no trecho urbano da rodovia, pouco antes do limite entre os municípios de Prudente e Machado. “A carreta que provocou o acidente fugiu e ainda não foi localizada. A pista sentindo Machado-Prudente foi interditada e a carga foi removida da pista por funcionários da concessionária [Auto Raposo Tavares, Cart]”, explicou.

O outro ferido foi o motorista do caminhão, de Caçador (SC), que também foi atendido no local e liberado. Priscila de Oliveira Franco, condutora do carro Citroën C3, de Ananindeua (PA), que foi atingido frontalmente pela carreta, chegou a ser socorrida com vida e encaminhada para o Hospital Regional (HR), onde morreu, ainda segundo informações da polícia.

A perícia esteve no local e vai apurar as causas da batida.

Inquérito

Nessa segunda-feira (30), a Promotoria de Justiça da Habitação e Urbanismo de Presidente Prudente instaurou um inquérito civil para apurar a “crescente incidência de acidentes” no trecho urbano da Rodovia Raposo Tavares, área que termina justamente no local deste último acidente.

O Ministério Público vai pedir explicações para a Cart e também vai solicitar que a concessionária estude meios para melhorar a segurança dos usuários, entre elas a construção de muretas nos canteiros centrais para evitar as colisões frontais, que geralmente terminam em morte, conforme a Promotoria.



De iFronteira.com - http://www.ifronteira.com/noticia-presidenteprudente-52969

Comentários »

  • gabriel 01/10/2013 22h51

    A T É Q U A N D O ???????????? CHEGA!

  • Fatima 01/10/2013 23h59

    Deveria ter mais policiamento nas estradas pois tem caminhoneiros que fazem loucuras , como esta uma medica que salva vidadas morta por um louco .

  • Rodrigo Brandão 02/10/2013 04h33

    Muito curioso, foi só a CART implantar a fiscalização eletrônica e diminuir o limite de velocidade de 110 km/h para 90 km/h. Na minha opinião só serve pra isso causar acidentes e gerar multas.

  • renato furlanetti 02/10/2013 08h33

    concordo com a urgência da instalação de muretas divisórias, e alambrados no trecho urbano.
    mas vejo muita necessidade de diminuir a velocidade dos caminhões, pois eles trafegam acima da velocidade permitida, que também e a velocidade máxima dos veículos de porte pequeno.
    sendo assim, os veículos de circulação local, que usam a raposo, andam sempre junto com os caminhões pesados, motos e ate pedestre que atravessam a pista, em frente o ASSAI, e o posto RODOTRUCK.
    abç renato

  • João Paulo Gomes Correia 02/10/2013 10h16

    Mudaram a velocidade da pista para QUE? Não tem fiscalização? Caminhões não respeitam a velocidada regulamentada. Deveria aumentar para 100km para veiculos pequenos e 80km para caminhões e olocar radares.

  • Rinaldo 02/10/2013 14h44

    Muito curioso, no trecho urbano a velocidade dos veículos pesados é de 90 km/h, quando chega no trecho não urbano a velocidade passa para 80 km/h.

  • Paulo 02/10/2013 15h12

    É só instalar mais radares fixos; duplicar o trecho entre a Manoel Goulart e a entrada da JK, e o trecho da ponte do Córrego do Limoeiro; diminuir as alças de acesso e saída das avenidas; melhorar as condições da Joaquim Constantino para segurar o fluxo urbano na avenida; melhorar o trevo de acesso à Manoel Goulart e à Alberto Bonfigliolli; melhorar a drenagem da pista. Com os impostos e pedágios que pagamos tem dinheiro para isso.

  • francisco 02/10/2013 15h26

    Para quem é da região sabe que a velocidade tem que ser reduzido, pois se não o pardal ou guarda(com motivo ou sem motivo) aplica multa e quem é de fora por vezes não se liga na sinalização e se depara com motorista que conhece reduzindo a velocidade e ai dá no que já esta virando rotina perda de vidas.
    Mas o que importa é a arrecadação e esta vai bem, pois é só para isto que existe o DER e seus agentes fiscalizadores.
    Talvez o MP comparando os dados de antes da velocidade ser reduzida e depois possa conclui o que é obrigação do DER que a medida adotada só contribui para reforçar o caixa ao governo.

  • evandra cristina 02/10/2013 15h59

    morro perto do CEASA, e não aguentamos mais ver tantos acidentes nesse trecho e quase todos com vitimas fatais, ja enviei email para prefeitura, DETRAN, CAT, pois não aguentamos mais ver tanta tragedia, o trecho de Alvares Machado até o trevo da Andorinha, TEM SIM que ser colocado as muretas centrais, para evitar as colisões frontais, e um posto de fiscalização 24 hrs nesse trecho seria essencial para esses irresponsaveis, que não respeitam limite de velocidade. ATE QUANDO ....nesse trecho da morte !!???

  • FRANCISCO ALVES DE ANDRADE 02/10/2013 19h14

    Na minha opinião,a base da policia rodoviaria está num ponto ermo,,,talvez si tivesse plantada nesse trecho,,urbano,com certeza coageria os abusos de velocidade,,nesse trecho,e o limite de velocidade no trecho urbano em PRUDENTE seria de 60 km ..!!!!!

  • DIOGO 02/10/2013 19h20

    TRECHO URBANO CARROS LEVES ANDAM A 90 POR HORA ,90 POR HORA ENQUANTO CARRETAS PASSAM A MAIS DE 90 . ISTO NÃO É MENTIRA É FATO ENTÃO QUANTAS PESSOA PRECISAM VIM A FALECEREM OU FICAREM COM DEFICIENCIA TRALMA QUE SEJA ................ JENTI VAMOS VE ISSO AI ESTE TRECHO É O MAIS PERIGOSO NA MINHA OPINIAO

  • Samara 02/10/2013 20h38

    Como que pode um irresponsável provocar um acidente e ficar impune de ter matado uma pessoa até onde vai a nossa lei,e do que ainda tanta coisa pra ter uma CNH sendo que o desrespeito a vida alheia é enorme chega até quando muitas vidas vão se perder para mudar isso???Chega alguém precisa tomar uma atitude...

  • Eliude dos Santos Penha 03/10/2013 11h34

    Concordo! com os amigos, Priscila Franco era filha de minha amiga, e perdeu a vida por causa da irresponsabilidade de motoristas imprudentes! deveriam aumentar a velocidade dos carros pequenos para 100km/h e carretas e caminhões para 80km/h, pois isso é um absurdo carretas enormes com alta velocidade ao lado de carros pequenos, quantas vidas ainda serão perdidas nesta rodovia! é preciso que haja fiscalização, ainda mais quando o culpado foge! sem consciência alguma!!!!!!!!!!tem que haver mudança!

  • Antonio 03/10/2013 11h42

    Curioso é que a redução de velocidade no trecho urbano de Prudente só se dá pra veiculos leves, que tem que reduzir de 110 Km/h. p/ 90 km/h. Já os veiculos pesados, não precisam reduzir pois já são autorizados a transitar a 90 km/h na pista dupla e quando chegam no referido trecho a velocidade maxima pra eles continua 90 km/h.!!!!!!!!!!!!! Absurdo, incompetencia, negligencia e outros predicativos mais a quem definiu essa "REDUÇÃO" de velocidade da forma em que está.

  • Maria 03/10/2013 11h53

    A realidade é que os motoristas de caminhão se acham os donos da estradas, andam sem se importar com a vida dos outros, fecham os outros veículos, comem faixa, não dão seta para mudar de faixa, etc, por isso estão envolvidos em tantos acidentes, mas como eles são maiores e mais fortes, raramente são as vítimas.!!

  • PEDRIM 03/10/2013 13h41

    METE 7O KM HORA METE RADAR FIXO POE PR COM RADAR MOVEL IGUAL NA RONDON NO TRECHO DA CIDADE DE BAURU RESOLVIDO PROBLEMA INDUSTRIA DE MULTA É CONVERSA DE MAU MOTORISTA QUE NAO RESPEITA NADA NEM NINGUEM

  • Matheus 03/10/2013 20h11

    Pra que tanto pedágio se a rodovia é um lixo? É cheia de remendo e quando chove vira uma piscina, cadê os grandes engenheiros da Cart pra resolver esse problema?

  • gabrieele gomes 03/10/2013 20h40

    é só ter mais segurança no transito ; e diminuir a velocidade ......

  • gabrielle 03/10/2013 20h45

    temos que ter mais segurança
    no transito
    diminuir a velocidade
    e respeitar as leis do transito

  • ANGELA 04/10/2013 12h16

    Sugiro a colocação de ARARAS e sonorizadores nesta Rodovia Raposo Tavares, pois infelizmente muitos só sentem "DOR" quando "DÓI" no bolso (tirar dinheiro p/ pagar uma multa). Nada comparável c/ a "DOR DA PERDA DE UMA VIDA, ainda + d uma pessoa jovem, 28anos, médica estudiosa, inteligente, boa filha, boa irmã, etc... e que tinha um GRANDE FUTURO PROMISSOR, depois de anos de estudos e dedicação. É muito ruim perder alguém q s ama muito, d forma brusca, trágica. A sugestão deve ser analisada com MUITO CARINHO, RESPONSABILIDADE E SERIEDADE.
    NO PARÁ- NA BR FOI COLOCADA CERCA DE 13 ARARAS COM VELOCIDADE REDUZIDA DE 40KM/H. HOUVE ATÉ QUEM RECLAMASSE DA BAIXA VELOCIDADE NA BR; PORÉM, DIMINUIU CONSIDERAVELMENTE OS ACIDENTES (PRINCIPALMENTE AQUELES C/ VÍTIMAS FATAIS)- NO TRECHO ENTRE 04(QUATRO) CIDADES PRÓXIMAS (BELÉM, ANANINDEUA, MARITUBA, BENEVIDES)

  • angela 04/10/2013 12h39

    sugiro acrescentar ao comentário anterior:
    Não adianta SÓ colocar ARARAS (FISCALIZAÇÃO ELETRONICA) e/ou SONORIZADORES, tem q ter BASTANTE SINALIZAÇÃO (várias PLACAS- com bem antecedência, p/ evitar novos acidentes, informando p/ reduzir velocidade e que adiante existem ARARAS).
    Acreditem!!! "A DOR DA PERDA" é Terrível, DÓI D+!!!!!

  • Carlos Henryck (Sky) 04/10/2013 21h44

    :( Ela era mae do meu amigo :(

Carregando...

Comente esta notícia »

Este é um espaço para você opinar e debater. Por isso, o iFronteira não publica comentários anônimos, com ofensa à moral ou honra de outrem, nem com palavras de baixo calão. Links externos serão automaticamente excluídos do conteúdo. Os comentários são limitados a 1024 caracteres. Ajude-nos a manter o nível de respeito ao próximo e denuncie o conteúdo que considerar abusivo.

1024 restantes

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade
© 2014. Todos os direitos reservados.